Blog

Suportes visuais e adaptação à rotina escolar de crianças autistas

suportes-visuais-e-autismo-adaptacao-a-rotina-escolar-de-crianças-autistas

 

A acessibilidade na educação é um pilar importante para a inclusão e desenvolvimento de crianças com Transtorno do Espectro Autista (TEA). Mas o ambiente escolar, seja em escolas da rede pública ou privada, nem sempre está preparado para atender às necessidades específicas dessas pessoas. Por isso, preparamos este conteúdo para trazer informações sobre suportes visuais, um recurso que pode facilitar o aprendizado para crianças autistas.

Confira abaixo um vídeo sobre rotina para pessoas com TEA que facilita a compreensão desse tema. O conteúdo publicado em nosso canal no Youtube é apresentado por Beatriz Zeppelini, pedagoga e psicomotricista:

https://youtu.be/rtSQo3x5Cg4

 

Pessoas com TEA e a dificuldade de comunicação

 

Um dos principais sintomas de autismo é a dificuldade de comunicação. Por se tratar de um espectro, cada pessoa autista pode manifestar esse sintoma em diferentes níveis: enquanto alguns precisam de ajuda para expressar sentimento, outros podem apresentar a ausência da fala.

Além da fala, a comunicação também se faz através de linguagem corporal, gestos e figuras de linguagem, como sarcasmo e ironia. Mas muitos autistas não compreendem ou utilizam esses artifícios, trazendo mais uma barreira para a comunicação.

 

O que são suportes visuais?

 

Suportes visuais são ferramentas que apresentam informações através de imagens e facilitam a comunicação de pessoas com TEA. Confira alguns exemplos: palavras escritas, símbolos, desenhos, fotografias, objetos, agendas, diagramas, adesivos, painéis de instruções ou quadro de programações diárias.

A escolha da ferramenta mais adequada pode variar de pessoa para pessoa. Alguns irão se adaptar melhor com desenhos, enquanto outros podem precisar de objetos reais para compreender a mensagem.

 

Importância dos suportes visuais para autistas

 

Muitas pessoas no espectro autista costumam ter fortes habilidades visuais. Por isso, os suportes podem facilitar na compreensão do mundo ao redor. São muito úteis para explicar a rotina escolar, as etapas envolvidas para a realização de determinadas atividades e as regras que ele deve seguir naquele ambiente. Isso facilita a comunicação, reduz o estresse causado por tarefas inesperadas, aumenta a independência e a inclusão nas atividades propostas.

Segundo a pedagoga e psicomotricista Beatriz Zeppelini, “muitas pessoas com autismo, que têm capacidade de se expressarem verbalmente, já manifestaram que aprendem mais quando as informações são visuais. Isso porque a área cerebral que é responsável pela parte visual costuma funcionar melhor em pessoas com autismo. Muitos têm uma memória visual excelente”, conta.

Independente do nível dos sintomas, os suportes visuais são essenciais para facilitar a comunicação das pessoas no espectro com seus pais, professores e colegas de classe. Apontar para as figuras que representam sentimentos, ações ou objetos, por exemplo, pode facilitar a compreensão dos seus desejos ou necessidades. Isso possibilita a interação com os outros e com o ambiente ao redor.

É importante lembrar: os suportes visuais precisam ser simples e compreendidos também por pessoas não-autistas. Afinal, esse suporte é útil não só para pessoas com TEA, mas para toda a sociedade!

 

Como usar suportes visuais na rotina do aluno com TEA

 

– Para ilustrar as regras da escola e dar dicas de convívio com os outros colegas

– Para sinalizar os ambientes e esclarecer o que se espera do aluno em cada um desses locais

– Como já explicamos em outro conteúdo, crianças autistas se beneficiam de um sistema bem estruturado. Portanto, os suportes podem ser utilizados para sinalizar a rotina diária, mostrando o que irá acontecer ao longo do dia, desde o horário que chega na escola até o momento de sair, em qual sala deve estar para cada aula, horário de cada atividade, entre outros. Isso faz com que a criança se prepare para o ritmo da escola e evita o estresse causado por mudanças repentinas

– Para ilustrar todas as etapas envolvidas em uma atividade ou exercício. Isso possibilitará que a criança tenha autonomia e independência para realizar o que foi proposto

– Para criar pistas visuais que ajudem a encontrar a direção nas dependências da escola: como chegar ao banheiro, onde pode ir durante o intervalo, caminho para a biblioteca, por exemplo

– Organizando os cadernos, livros e exercícios de diferentes matérias com cores distintas, para que a criança encontre com facilidade o que ela precisar. Rótulos para categorizar os materiais escolares também podem ser úteis

– Modifique o ambiente, deixando os suportes visuais sempre à vista, possibilitando que o aluno no espectro faça escolhas, expresse seus sentimentos e necessidades. Não guarde esse recurso em gavetas ou em outros lugares onde as crianças não alcancem

 

Lembre-se: é essencial que os suportes visuais mudem conforme a idade e estejam alinhados com as habilidades cognitivas de cada pessoa. Fotos reais ou suportes visuais mais discretos podem ser mais adequados para adolescentes, jovens e adultos no espectro.

 

As vantagens de utilizar esse recurso nas escolas

 

– Melhora a comunicação e compreensão

– Facilita a socialização com os colegas

– Aumenta a disciplina

– Facilita a compreensão do tempo

– Faz com que a criança tenha mais autonomia e independência para realizar as atividades

– Diminui o estresse e estereotipias

 

Infelizmente, a maior parte das dificuldades que crianças autistas enfrentam na escola acontece por não ter sua forma de aprendizagem respeitada ou, também, por falta de informações sobre o que fazer nas várias situações sociais. Mas quando o corpo docente compreende isso e se adapta, a sociedade se beneficia com isso. Afinal, uma escola respeitosa, empática e acessível para todas as pessoas irá formar cidadãos melhores!

 

Leia também:

 

A inclusão escolar e o impacto na vida de alunos com TEA

Como a sala de aula pode ser mais receptiva ao aluno com TEA

A organização de rotina para crianças com autismo

Como os suportes visuais podem ajudar uma criança com autismo 

 

1 comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.