Blog

Símbolos do autismo: conheça os principais e entenda os significados

Símbolos do autismo: conheça os principais e entenda os significados

 

O Transtorno do Espectro Autista é um distúrbio neurológico que afeta muitas crianças e adultos ao redor do mundo.

Para se ter uma ideia, segundo um estudo publicado este ano, pela Jama Pediatrics, a prevalência do autismo nos Estados Unidos está para 1 a cada 30 crianças entre 3 a 17 anos; no mundo, essa taxa é estimada em 1 a cada 160 crianças, também segundo a OMS.

Pensando nisso, fica evidente a importância de buscar informações sobre essa condição neurológica, principalmente sobre um dos aspectos mais importantes relacionados a esse assunto: os símbolos do autismo.

Neste artigo, vamos explicar, de forma aprofundada, o significado desses símbolos, e o porquê de serem escolhidos para representar o espectro autista.

 

O que você vai ver neste artigo:

 

1- Por que existem símbolos do autismo?

2- A cor azul

3- Peças encaixadas de um quebra-cabeças

4- Símbolo do infinito

5- Fita da consciência

6- Símbolo Bônus

7- Lei Berenice

8- FAQ

 

Por que existem símbolos do autismo? Entenda

 

Diversos estudos mostram a importância dos símbolos na história da humanidade, na vida das pessoas e na construção da cultura de povos diversos.

Eles são como uma linguagem que codifica ideias, aspirações, pautas, e entre outros aspectos que, além de atuarem como simbologias que unem comunidades, também facilitam a comunicação entre as pessoas.

Muitos desses símbolos, inclusive, são essenciais para a vida em sociedade, pois ultrapassam os limites da língua falada.

Por exemplo, o símbolo da placa “vire à esquerda” que apresenta uma seta voltada para essa direção, pode ser entendida por, praticamente, todas as pessoas do mundo, independentemente de sua cultura ou língua falada.

Tendo isso em vista, é possível entender que os símbolos do autismo surgem para gerar identificação entre as pessoas desse grupo, criando simbologias que unem essa comunidade e que, principalmente, possibilitam que toda a sociedade também as identifique, gerando maior conscientização sobre a pauta.

Eles são usados em campanhas de conscientização, comunicações governamentais sobre o transtorno, e diversos outros cenários.

Alguns desses símbolos do autismo também são utilizados para que pessoas diagnosticadas sejam identificadas em ambientes públicos e sociais, como é o caso do uso do cordão de identificação do autismo.

Dessa forma, elas podem receber o tratamento adequado, conforme suas necessidades.

Agora, vamos apresentar os 4 símbolos principais e explicar sobre cada um deles. Ao final do artigo, você ainda descobre um símbolo bônus. Continue a leitura!

 

1- A cor azul

 

A cor azul é considerada, hoje, um dos principais símbolos do autismo.

Para que possamos entender o porquê da cor, é importante ter em mente que, em um contexto geral, ela é um símbolo que representa, para grande parte da população, o grupo masculino.

Portanto, é uma cor bastante ligada a questões de gênero, uma ligação que foi determinante para a escolha da cor como símbolo do autismo. Entenda no tópico a seguir.

 

Por que a cor azul é um símbolo do autismo?

 

Um estudo do CDC, Centro de Controle e Prevenção de Doenças, uma agência do Departamento de Saúde e Serviços Humanos dos Estados Unidos, apontou recentemente que o número de meninos diagnosticados com autismo é quatro vezes maior em comparação ao de meninas.

Além disso, a cor azul também é entendida, de acordo com diversos estudos sobre o assunto, como uma cor que representa calma, leveza e tranquilidade, sentimentos que são considerados essenciais para a manutenção da saúde de pacientes autistas.

Isso porque, para eles, estímulos sensoriais, como o barulho, podem gerar crises e estresses intensos. Portanto, a cor pretende promover mais calmaria e leveza em um mundo que é tão agitado e barulheiro para pessoas com autismo.

Além disso, há quem diga que a cor também foi escolhida, porque é a cor do mar. Nesse caso, o significado da simbologia é mais profundo, pois também traz o mar como um símbolo.

Aqui, a ligação está no comportamento do mar que, segundo pessoas que acreditam nessa ligação, é semelhante ao de pessoas com autismo: às vezes, calmo e seguro. Outras vezes, intenso e imprevisível.

A cor tornou-se um símbolo do autismo tão importante, que hoje faz parte da campanha que Autism Speaks promove todos os anos, a “Light it Up Blue” — ilumine em azul.

Ela acontece sempre em 2 de abril e propõe que as pessoas usem a cor azul nesse dia, a fim de promover maior conscientização sobre o autismo. Na data, prédios de diversas cidades do mundo também são iluminados com a cor azul.

Vale ressaltar que a ligação da cor azul ao gênero masculino dentro do autismo tem sido bastante refutada. Afinal, vem crescendo o número de meninas também diagnosticadas com TEA, promovendo discussões acerca do assunto.

Leia o artigo – a cor do autismo e o impacto no autismo feminino – para saber mais sobre o tema.

 

Então, recapitulando. A cor azul é um símbolo do autismo, porque:

  • É uma cor ligada ao gênero masculino, que ainda é o público majoritariamente diagnóstico com o distúrbio;
  • A cor simboliza leveza, calmaria, serenidade, sentimentos importantes para a saúde de pessoas com esse espectro;
  • A cor também representa o mar, que segundo algumas opiniões populares, se comporta de forma semelhante a pessoas com TEA.

 

2- Peças encaixadas de um quebra-cabeças

 

Esse é um símbolo do autismo bastante popularizado no mundo todo. O quebra-cabeças, para entendimento geral, é um jogo lúdico conhecido por sua alta complexidade, uma vez que desafia o jogador a encaixar diversas peças que, juntas, formam uma imagem única.

 

Por que o quebra-cabeças é um símbolo do autismo?

 

O símbolo, portanto, foi escolhido devido à própria representação do jogo. Popularizado em 1963, o quebra-cabeças foi o símbolo escolhido por um médico da entidade norte-americana, Autism Speaks.

Na sua primeira versão, o símbolo trazia uma peça solta de um quebra-cabeças com a imagem de uma criança chorando, representando a ideia de que crianças com autismo não se encaixavam na sociedade, como uma verdadeira peça solta do jogo. E o choro, portanto, simbolizava esse sofrimento.

quebra-cabeças com a imagem de uma criança chorando

No entanto, com o tempo, o símbolo passou a ser altamente questionado e, por isso, deixou de ser adotado. A entidade, então, criou uma versão para substituí-lo, apresentando, dessa vez, quatro peças encaixadas de um quebra-cabeças.

quebra-cabeças autismo

Nessa opção, a ideia foi mostrar os diferentes espectros, a complexidade do autismo e como tudo isso se encaixa de forma perfeita. Esse, portanto, continua a ser um símbolo utilizado.

Porém, vale ressaltar que diversas pessoas com espectro autista também contestam o significado desse símbolo, uma vez que, para essa comunidade, ele ainda reforça estigmas relacionados à essa condição neurológica, reforçando preconceitos e percepções negativas acerca do assunto.

 

Então, recapitulando. O quebra-cabeças é um símbolo do autismo, porque:

  • Foi o símbolo escolhido pela Autism Spearks, por representar, assim como o jogo, aspectos de complexidade;
  • Também simboliza o encaixe perfeito de todos os tipos diferentes do espectro autista;
  • Apesar de contestado por algumas pessoas diagnosticadas, esse é um dos símbolos do autismo mais reconhecidos mundialmente.

 

3- Símbolo do infinito, o logo da neurodiversidade

 

O símbolo do infinito é a imagem que configura o logo da neurodiversidade em todo o mundo. Esse símbolo, também chamado popularmente no Brasil de “oito deitado”, carrega o significado de algo que é eterno, perene e que não tem fim

Símbolo do infinito, o logo da neurodiversidade

 

Por que esse logo é um símbolo do autismo?

 

Como explicamos no tópico anterior, a imagem do quebra-cabeças não vem sendo aceita de forma unânime entre pessoas com espectro autista.

Pensando nisso, a criação desse logo partiu desses grupos, como forma de substituição da imagem do jogo. A ideia, inclusive das cores que compõem esse logo, foi a de representar a diversidade que existe dentro do espectro autista sem reforçar estigmas sobre o transtorno.

É um símbolo do autismo muito utilizado pelo movimento da neurodiversidade, que atua na luta frente a outras variações do cérebro humano, além do autismo.

Ao utilizar essa imagem, o movimento também propõe que o espectro autista não seja visto apenas como uma deficiência, mas sim, como uma forma de expressão natural desses seres humanos.

 

4- Fita de conscientização

 

A fita, em si, é um símbolo carregado de significados. Chamado de Fita da consciência, esse símbolo surgiu a partir de uma história bem curiosa.

 

Entenda a história do laço da consciência

Acredita-se que tudo começou em 1979, quando diversos norte-americanos ficaram reféns de um grupo de militares na Revolução Iraniana. Entre esses reféns, estava o marido de uma cidadã americana, Penney Laingen.

Com o objetivo de reencontrar o marido, ela pendurou diversos laços amarelos por árvores que indicavam o caminho até a sua casa, para que o esposo encontrasse o percurso de volta, caso conseguisse sair do cativeiro.

Ao que tudo indica, Penney teve a ideia a partir da letra da música “Tie a Yellow Ribbon Round the Ole Oak Tree”, que fala sobre a história de um prisioneiro que envia uma carta para sua esposa pedindo que ela amarrasse laços na cor amarela em árvores, caso ela o ainda quisesse de volta.

O feito ficou conhecido e, em 2 de junho de 1991, o laço foi utilizado pela primeira vez como um símbolo de alerta para a campanha norte-americana de conscientização contra a AIDS.

Desde então, essa fita vem sendo utilizada como símbolo para promover alertas de conscientização e chamar atenção da sociedade sobre essas causas, e uma delas, é o autismo.

 

Por que essa fita é um símbolo do autismo?

 

Como explicamos, esse é um símbolo utilizado para promover pautas de conscientização. Para isso, a fita tem suas cores e aparência alteradas, conforme os símbolos de cada pauta.

No caso do autismo, a fita é representada com a estampa do quebra-cabeças e foi adotada em 1999 como um sinal universal da consciência sobre o TEA.

laço autismo

Ela é amplamente utilizada em campanhas de conscientização e, também, como sinalização para indicar que um determinado lugar é adaptado para receber pessoas com espectro autista, o que a configura como um dos símbolos do autismo mais importantes.

 

Símbolo Bônus: os Dias do Autismo

 

O dia 2 de abril é marcado como o Dia Mundial da Conscientização do Autismo e também pode ser considerado um símbolo importante.

A data foi instituída em 2008 pela Organização das Nações Unidas (ONU), a fim de gerar maior conscientização sobre o assunto e propor discussões importantes sobre o espectro.

Dessa forma, visa aumentar o conhecimento de toda a sociedade sobre os desafios de crianças e adultos diagnosticados com TEA, criando, assim, um mundo mais favorável à aderência de práticas de respeito e inclusão dessas pessoas.

Além dessa data, também é comemorado, no dia 18 de junho, o Dia Mundial do Orgulho Autista. Criada em 2005 pela organização Aspies for Freedom, essa data visa celebrar o orgulho dessas pessoas, incentivando o autoamor e a autoaceitação.

 

Conheça a Lei Berenice, uma conquista simbólica para a comunidade autista no Brasil

 

A Lei Federal 10.048/2000, que prevê o atendimento prioritário às pessoas com deficiência, gestantes, lactantes, pessoas com crianças de colo e obesos, ganhou uma equiparação em 2012.

Sancionada como a Lei federal 12.764/12, ela institui a Política Nacional de Proteção dos Direitos da Pessoa com Transtorno do Espectro Autista, e ganhou o nome da mãe de uma criança autista, a ativista e co-autora da proposta, Berenice Piana.

A lei, por ser um feito histórico para pessoas com TEA e suas famílias, também pode ser entendida como algo simbólico para a pauta.

 

FAQ

 

O que significa a sigla TEA?

TEA – Transtorno do Espectro Autista.

 

O autismo é considerado uma doença?

Não, o autismo não é doença. É uma condição especial, um distúrbio neurológico que pode afetar o comportamento, a comunicação e a interação social do indivíduo. Perante a comunidade médica e a lei o autismo é considerado uma deficiência. Entenda mais AQUI!

 

Existem mais símbolos do autismo?

Os que estão listados neste artigo são os principais, podendo existir outros menos popularizados.

 

Existe cura para o autismo?

Não, sobretudo, porque o autismo não é uma doença. Mas existem intervenções, realizadas por profissionais especializados, que podem contribuir para o desenvolvimento de habilidades importantes da pessoa com TEA.

 

Pessoas com autismo são mais inteligentes?

Não necessariamente. Estudos mostram que algumas pessoas com autismo apresentam QI (coeficiente de inteligência) mais elevado, mas isso não é uma regra já que o TEA se manifesta de forma diferente em cada indivíduo.

 

Conheça o Jade Autism, o jogo para crianças com autismo

O Jade Autism é um jogo para crianças com autismo, atraso no desenvolvimento ou dificuldades de aprendizagem. Nosso app foi planejado para estimular a aprendizagem e o desenvolvimento cognitivo dos jogadores, tudo de acordo com técnicas baseadas em evidências científicas. Baixe agora, na Google Play ou Apple Store, e conheça!

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.