fbpx

Blog

Quais são as causas do autismo?

quais-sao-as-causas-do-autismo-tea

 

O Transtorno do Espectro do Autismo (TEA) é um transtorno do neurodesenvolvimento caracterizado por déficits na interação social e na comunicação, interesses restritos e movimentos repetitivos, mas que diferem em seu curso de desenvolvimento, sintomas, linguagem e habilidades cognitivas. Normalmente, a condição é diagnosticada aos três ou quatro anos de idade, embora os primeiros sintomas apareçam antes disso. Mas quais são as causas do autismo?

“Sabe-se que uma para 59 crianças americanas têm diagnóstico de TEA. No Brasil, não existem dados semelhantes, mas, usando a estimativa da Organização Mundial da Saúde (OMS) de que 1% da população mundial tem autismo, dessa forma, podemos estimar que existam mais de 2 milhões de autistas no país, ou melhor, mais de 2 milhões de famílias que são impactadas pelo autismo no Brasil”, detalha Graciela Pignatari, doutora em biologia molecular e diretora executiva da Tismoo, startup que usa sequenciamento genético para entender e tratar o transtorno no país.

 

Causas do Autismo: fatores genéticos estão associados ao TEA

 

Segundo Pignatari, o autismo é um é um transtorno multifatorial que envolve fatores genéticos e ambientais que atuam em diferentes combinações. Ela explica que “até 2017, o risco genético estimado para o TEA estava entre 70% a 90% com herdabilidade, variando de 80 a 83%, enquanto que os riscos ambientais eram bem baixos em termos relativos”.

Entretanto, um estudo publicado pelo JAMA Psychiatry, em 2019, afirmou que o  risco do autismo é majoritariamente  genético e em torno de  97%  com herdabilidade de 81% , conferindo  apenas 1% a 3% aos fatores ambientais. A pesquisa foi realizada com 2 milhões de indivíduos em cinco países diferentes.

Embora a genética seja um elemento importante no desenvolvimento do autismo, ainda existe uma dificuldade na identificação dos genes que estão associados ao transtorno. Outros estudos já mostraram que o autismo não é resultado de alterações em um único gene. Isso porque modificações em cerca de 800 genes já foram associadas ao transtorno.

 

As causas do autismo também são ambientais

 

Entre as causas do autismo, os fatores ambientais também são incluídos. A Graciela Pignatari ressalta que existem elementos que estão associados aos hábitos de vida dos pais da criança. “Entre os riscos mais relevantes estão: a idade paterna seguida da idade materna, a exposição de agentes intrauterinos, como drogas (ácido valproico), infecções, doenças autoimunes, baixo peso ao nascer, hipertensão e obesidade antes ou durante a gestação”, conta.

A doutora aponta, também, os fatores que não são risco para o TEA. Há alguns anos, notícias falsas passaram a circular nas redes sociais afirmando que a vacinação, por exemplo, era uma das causas. Mas isso não é verdade.

“A vacinação não é um fator de risco para o TEA, como também toxinas, poluentes, compostos químicos, desnutrição, alimentação, vitaminas, ácido fólico, estresse, amamentação e depressão pós-parto”, finaliza

 

Este conteúdo foi útil para você? Leia também sobre como identificar os sintomas do autismo.

Siga o @Jade Autism no Instagram! Lá você recebe outras dicas e fica por dentro das novidades.

 

6 comentários

  • Estou mãe de uma criança de 3 anos. Recente percebemos certas comportamentos. Tais como: difícil da fala, choro descontrolado, raiva com tremores das mãos, bater nas coisas e bate nela mesma, ela brinca sozinha, dificilmente interagir com outra criança. Tem uma paixão por livros e outras línguas estrangeiras. Por conta aprendeu a alfabeto em inglês…. enfim, não sei o certo onde começar ajudo de especialista. Obrigada

    • Esses sinais descritos por você podem sugerir uma série de transtornos, dentre eles o TEA e atraso do desenvolvimento global, dentre outros. O primeiro passo é buscar um atendimento com neuropediatra para iniciar uma avaliação e possível diagnostico, e, a partir disso iniciar os acompanhamentos necessários e solicitados por ele, como fonoaudiólogo para o atraso na fala, psicólogo para as questões de interação social e desenvolvimento.

  • Meu filho tem 3 anos e movimentos repetitivos. Se bate no travesseiro na hora de dormir e se está parado fica se balançando no sofá ou sentado mesmo em casa e na escola também. E as vezes fica mexendo as mãozinhas. Isso é autismo?

    • Olá, Thais.
      Essas são algumas características do TEA sim, mas uma característica não define ou fecha um laudo diagnóstico. Precisa-se de um conjunto de características e um histórico.
      De qualquer forma, será importante que seu filho passe por uma avaliação para o entendimento desses comportamentos. Recomendamos buscar por um neuropsicólogo que entenda de atraso no desenvolvimento.

  • Minha filha nao fala , mas interagem bem com qualquer pessoa. Os profissionais nao estão preparados para lidar com essas crianças e nao tem interesse. Certo médico disse que quando tem um congresso os medicos nao tem interesse e só quem frequenta sao fono e nutricionistas. As vacinas contem metais pesados e hoje a quantidade de vacinas é superior a 40 anos quando tomamos. minha filha ficou paralisada tres dias depois das vacinas que tomou. As pessoas tem que ficar atenta a essas vacinas, quem as produzem nao tao nem ai para os efeitos contrarios , o importante é o lucro que elas dão.

    • Olá, Vailson.

      Infelizmente, em nosso país existe uma dificuldade muito grande em encontrar profissionais especializados no TEA. Isso se deve a inúmeros fatores, mas um deles é que especializações no tema tem um custo muito alto.

      Sobre as vacinas, é comum e normal efeitos colaterais. Pois, algumas como a do covid, utilizam vírus inativo para que o sistema imunológico gere uma resposta imunológica a determinada doença. Para o sistema da criança é como se ela estivesse “doente” e começa a ação de gerar anticorpos, assim, em algumas situações a criança tem os mesmos sintomas de como se estivesse com a doença.

      É importante lembrar que VACINAS NÃO CAUSAM AUTISMO. Seguir o cronograma de vacinação infantil é muito importante e salva vidas.
      Para saber mais sobre o acesse o link a seguir – https://jadeautism.com/vacinacao-e-autismo-um-ato-que-salva-vidas/

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *