O Jade Autism e a Ease Labs se uniram para promover o Gotas de Cuidado, ação social que poderá melhorar a qualidade de vida de uma criança com Transtorno do Espectro Autista (TEA), tudo isso por meio da doação de um tratamento à base de cannabis.

Leia a matéria completa para saber todos os detalhes dessa ação social e, após a leitura, deixe nos comentários o seu ponto de vista sobre o assunto.

 

Canabidiol (CBD) e o tratamento do autismo

 

O Transtorno do Espectro Autista (TEA) é uma condição que não tem cura, mas seus sintomas podem ser minimizados por meio de terapias e com o uso de medicamentos. Alguns deles são feitos com canabidiol (CBD), substância extraída da planta cannabis. Mas, diferente de outros componentes da cannabis, o CBD não causa dependência e nem possui efeitos psicoativos. Mas, mesmo assim, há muitas dúvidas e pouca disseminação de informações sobre esse tema.

Por agir no sistema nervoso central, o canabidiol pode ser utilizado por pacientes com problemas neurológicos e psiquiátricos. Sua atuação é no alívio de sintomas de diversas doenças e condições como autismo, epilepsia, fibromialgia, dor crônica, ansiedade, stress, obesidade, náusea, Parkinson, mal de alzheimer, síndrome de dravet, ELA, reumatismo, psoríase, entre outras.

Em pessoas com TEA, a substância auxilia no alívio da ansiedade, irritabilidade, agressividade e insônia, podendo melhorar significativamente a qualidade de vida. O tratamento pode ser realizado adicionando a terapia canabinoide à terapia farmacológica padrão.

No Brasil, a Anvisa passou a permitir a importação de produtos à base de canabidiol apenas em 2015, mediante aprovação médica e documentação oficial enviada aos órgãos responsáveis. Já a venda de produtos feitos com compostos da cannabis em farmácias brasileiras foi aprovada pela Anvisa apenas em 2019.

Além das farmácias, também é possível adquirir esses medicamentos por meio da Ease Labs.

 

Conheça a Ease Labs

 

A Ease Labs é uma empresa que facilita o acesso a diversos produtos à base de cannabis e, também, os distribui em todo o território nacional.

Segundo Gustavo Palhares, CEO da organização, o objetivo do negócio é proporcionar uma maior qualidade de vida para pessoas com autismo e outras condições por meio do acesso a essa substância.

Clique aqui para acessar o site da Ease Labs e saber mais sobre seus produtos e serviços.

 

Jade Autism + Ease Labs: como surgiu a parceria

 

O primeiro contato entre o Jade Autism e a Ease Labs se deu em um espaço de coworking, em 2019. Após algum tempo de convivência, era perceptível a sinergia entre os projetos e, com isso, já surgiu a vontade de realizar alguma ação em conjunto.

A ideia do Gotas de Cuidado e todo o seu planejamento foi feito em 2021, começando a ser colocado em prática em fevereiro de 2022. Segundo Gustavo Palhares, “quando surgiu a ideia interna de fazer uma ação social, logo o nome do Jade veio à tona. Por conhecerem a fundo sobre o autismo, terem todo o carinho e cuidado com seus clientes e leitores, começamos a negociar a parceria”.

Já existem diversos estudos que garantem a eficácia da cannabis medicinal em pessoas com autismo e esse tema tem sido cada vez mais procurado pela comunidade do autismo. Por isso, Gustavo complementa que, “com esse alicerce, sabendo dos benefícios de uma parceria entre a empresa e a instituição, decidimos montar um projeto para apadrinhar crianças”.

 

Conheça o Gotas de Cuidado

 

O Gotas de Cuidado é uma ação social que consiste no apadrinhamento de uma criança autista durante 6 meses. Nesse tempo, o paciente receberá um tratamento à base de CBD e acompanhamento médico, tudo sem custo algum para a família!

Além disso, o outro foco da ação é trazer mais informações sobre o tema, disseminando os impactos do tratamento com o canabidiol (CBD) na vida de pessoas autistas.

 

Como foi feita a seleção da criança apadrinhada

 

A equipe do Jade Autism realizou uma curadoria com parceiros, clientes e comunidades de pessoas com autismo para escolher o participante. O principal critério utilizado foi o nível de resistência aos medicamentos que são normalmente aplicados para controlar os sintomas do autismo.

Com isso, a criança escolhida para ser apadrinhada foi o Emanuel, com 9 anos de idade e quadro de autismo nível 1 (também conhecido como autismo leve). Sua família é associada à AMMAR (Associação de Mulheres e Mães de Autistas do Maranhão), uma instituição sem fins lucrativos que também é parceira do Jade. Os principais sintomas de Emanuel são: hiperatividade, comportamentos e falas agressivas, ansiedade, episódios de autolesão e, ocasionalmente, aumento no apetite e comportamentos disruptivos. Mesmo com a terapia e os tratamentos farmacológicos padrão, os sintomas da criança não eram minimizados.

Segundo Érika, a mãe de Emanuel, o principal desafio era a boa convivência familiar. Sobre o tratamento com o CBD ela relata o seguinte: ”eu tinha muito receio por ser a base da cannabis, porém, fui me informando, conversando com outras mães, com o médico que já acompanhava meu filho e fui desmistificando as coisas que diziam sobre o tratamento”.

Após um período de análise do paciente e de conversas com os responsáveis, Emanuel começou a receber a terapia à base de CBD em fevereiro deste ano. Desde então, está sendo acompanhado pelo médico Dr Pedro Alvarenga, médico especialista consultor da Ease Labs e Joice Andrade, neuropsicóloga e diretora científica do Jade.

 

Evolução da criança apadrinhada após 2 meses de tratamento

 

Após 2 meses de tratamento à base de CBD, já foi possível perceber uma redução dos quadros de autolesão, hiperatividade, ansiedade e agressividade. Além disso, também houve melhora nos episódios de agitação.

A mãe do paciente também celebrou uma importante conquista: seu filho teve uma melhora em seu comportamento no ambiente escolar, conseguindo permanecer na escola durante todo o período de aula (fato que não havia acontecido até então).

Quando questionada sobre sua perspectiva após dois meses de tratamento à base de CBD, Érika relata que Emanuel “está bem melhor, mais acessível para as terapias e estudo, está mais tolerante, permanece nas terapias e corresponde ao tratamento realizado”.

A criança não apresentou efeitos colaterais, salvo por um quadro de diarreia (possível efeito colateral que está sendo acompanhado para verificar se irá permanecer).

Importante: a administração de medicamentos em pacientes autistas, incluindo produtos à base do CBD, não substitui ou exclui a necessidade das terapias e acompanhamento de uma equipe multidisciplinar. Os medicamentos são aliados, devem ser utilizados como complemento do tratamento se recomendado pelo médico.

 

Acompanhe a evolução de Emanuel

Essa foi apenas a primeira matéria sobre o Gotas de Cuidado, ação social promovida pelo Jade Autism e a Ease Labs. Para acompanhar a evolução do paciente ao longo do tratamento, siga-nos no Instagram.

 

Conheça o Jade Autism

O aplicativo Jade Autism também auxilia no desenvolvimento cognitivo de crianças com TEA, atraso no desenvolvimento ou dificuldades de aprendizagem. O app foi planejado para estimular a aprendizagem e o desenvolvimento cognitivo dos jogadores, tudo de acordo com técnicas baseadas em evidências científicas.

Clique aqui para saber mais sobre o Jade Autism e baixar o aplicativo gratuitamente!

 

Leia também:

Acesse outras matérias sobre Cannabis & Autismo em nosso portal:

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *