fbpx

Blog

Conheça o Diretor Médico (CMO) do Jade, Dr. Marcelo Masruha

diretor-médico-jade-autism-marcelo-masruha

 

Para garantir que o Jade Autism tenha a melhor multidisciplinaridade na difusão de conhecimento sobre o TEA, é muito importante que a equipe seja composta por profissionais de diferentes áreas relacionadas. É o caso do Dr. Marcelo Masruha, CMO (Diretor Médico) da organização.

Além de neurologista infantil, ele também é professor universitário, na Universidade Federal de São Paulo. Por isso, ele tem grande experiência tanto na área clínica quanto na divulgação e pesquisa científica e ensino de futuros profissionais.

 

Trajetória profissional

Graduado em Medicina pela UFES, ele se especializou em Neurologia Pediátrica na UNIFESP, onde também realizou seu doutorado em Neurociências. Além disso, possui especialização em Eletroencefalografia e Neurorradiologia.

“Atendo, todos os anos, milhares de pacientes com doenças neurológicas, adultos e crianças. Muitos desses pacientes apresentam, como síndrome, o transtorno do espectro autista”, conta Dr. Marcelo Masruha.

Foi dessa experiência que surgiu seu interesse em trabalhar mais a fundo com o espectro autista e suas ramificações: “chama atenção o fato de que a incidência dessa condição parece estar aumentando muito nas últimas duas décadas. Isso, sem dúvida, motivou meu interesse em estudar o problema e a melhorar o tratamento dos pacientes.”

 

Jade Autism

Dr. Marcelo Masruha explica que conheceu a ideia do Jade e a utilização da tecnologia para acompanhamento do TEA pelo CEO, Ronaldo Cohin: “Eu sou o neurologista infantil do seu filho Lucas. Após me contar sobre o projeto, fiquei muito interessado na proposta revolucionária do aplicativo e concordei em contribuir com o seu desenvolvimento.”

 

A promessa de curas e estudos com TEA

diretor-médico-jade-autism-marcelo-masruha“Pululam e vicejam informações sem qualquer base científica” diz o neurologista sobre a desinformação relacionada ao TEA. Essa realidade, de acordo com ele, faz com que seja de grande importância a quebra de estigmas, tanto na medicina quanto na sociedade: “Meu papel é de trazer informações científicas de qualidade para o debate sobre essa e outras condições neurológicas.”

Inclusive, ele frisa que existem tratamentos experimentais interessantes, mas que a promessa de “curas milagrosas” pode até piorar o quadro ou trazer prejuízos à saúde do paciente. “Sempre explico para os pacientes que desejam tentar esses tratamentos que, antes de mais nada, devem ter consciência de que eles não têm qualquer comprovação e que deve-se ter cuidado para não causar nenhum malefício”.

Sobre os tratamentos experimentais, ele alerta que há necessidade deles fazerem parte de um estudo sério: “Além disso, se alguém oferece algum tratamento experimental, além de explicar os riscos envolvidos, o tratamento não poderia ser cobrado, porque deve fazer parte de algum estudo.”

 

Expectativas para o futuro

Dr Marcelo acredita que estamos próximos de “um momento histórico na evolução dos tratamentos do TEA em que serão descobertas medicações capazes de tratar especificamente as alterações genéticas, bioquímicas e celulares envolvidas no transtorno.”

Enquanto isso, no entanto, ele reforça a importância de respeitar a ciência comprovada e profissionais honestos para garantir a eficácia dos tratamentos e a desestigmatização do autismo na sociedade.  É importante estarmos atentos às pesquisas e, até a descoberta desses novos tratamentos, mantermos as terapias de habilitação e estimulação dos pacientes, além do suporte às famílias e luta pela inclusão social.”

 

O que é o Jade Autism?

O Jade é uma startup de soluções terapêuticas e educacionais para o desenvolvimento de crianças com comorbidades cognitivas como o autismo. A empresa desenvolveu um jogo para a estimulação de habilidades cognitivas de crianças no espectro. 

Conta também com integração a softwares terapêutico e educacional que auxiliam profissionais no setor de saúde e educacionais a acompanharem a evolução de crianças e definirem métricas de prognóstico, o que ajuda a definir metas e caminhos adequados.

 

Para saber mais, conheça o aplicativo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *