Blog

Você sabe como o CBD pode ajudar pessoas autistas?

Saiba mais sobre o uso de medicamentos com base em CBD para o tratamento de crianças autistas

Apesar de não ter cura,  os sintomas do Transtorno do Espectro Autista (TEA) podem ser tratados com medicamentos. Alguns deles são feitos a partir do CBD, que até pouco tempo era centro de polêmicas.

Isso porque o canabidiol (CBD) é um dos princípios ativos da Cannabis sativa,e compõe até 40% dos extratos da planta. Entretanto, diferentemente de outros componentes da planta, o CBD não causa dependência e nem possui efeitos psicoativos.

No Brasil, a importação direta de medicamentos à base de canabidiol pelo paciente é permitida desde 2015. Isso pode ser feito mediante prescrição médica e autorização prévia da Anvisa, com base na RDC 17/2015 promulgada pela Agência. Assim, pessoas com autismo podem comprar e utilizar o medicamento desde que haja autorização do médico que o acompanha.

Um dos locais onde o produto é comercializado é através da EaseLabs. A multinacional é fornecedora, no Brasil, de três produtos à base de CBD. Segundo Gustavo Palhares, CEO da EaseLabs, a empresa tem o objetivo de viabilizar o tratamento por meio deste medicamento e, ao mesmo tempo, garantir a qualidade de vida de pessoas autistas e outros pacientes que necessitam do medicamento.

Benefícios do CBD

O Transtorno do Espectro Autista (TEA) não tem cura, mas existem medicamentos que ajudam no alívio dos sintomas. Uma das substâncias presentes nesses medicamentos é o CBD.

Atualmente, existe consenso científico a respeito dos benefícios do CBD para indivíduos com autismo. “Devido a existência em nosso organismo de receptores espalhados por todo corpo que formam o chamado sistema endocanabidióide, existem uma infinidade de utilizações a fim de melhorar a qualidade de vida de pacientes quando há qualquer desequilíbrio neste sistema”, explica Palhares.

Estudos indicam que o CBD é capaz de aliviar sintomas de diversas doenças e condições como autismo, epilepsia, fibromialgia, dor crônica, ansiedade, stress, obesidade, náusea, Parkinson, mal de Alzheimer, síndrome de Dravet, ELA, reumatismo, psoríase, entre uma infinidade de outras.

Em indivíduos com autismo, o CBD atua no alívio da ansiedade, irritabilidade, agressividade e insônia. Palhares explica, ainda, que há cada vez mais relatos ao redor do mundo que evidenciam a melhora significativa da qualidade de vida de uma pessoa com autismo e familiares a partir do uso da substância.

Como adquirir?

Segundo Gustavo Palhares, para efetuar a compra de medicamentos à base de canabidiol, é necessário primeiramente se consultar com um médico – e a Ease Labs pode recomendar um especialista próximo ao paciente. E, a partir da consulta, deve-se obter a receita médica completa, o laudo médico contendo histórico do paciente e o termo de responsabilidade assinado pelo paciente.

Em seguida, os documentos devem ser enviados à empresa juntamente com o documento de identidade e comprovante de endereço do paciente (e do representante legal, caso houver). A EaseLabs ficará responsável por analisar os dados e disponibilizar o produto desejado.

Atualmente, a EaseLabs comercializa três produtos à base de CBD: tintura em dois tamanhos com sabor de laranja e essência de lavanda, e a cápsula. Durante o processo de comercialização, a empresa busca oferecer suporte e acompanhamento necessários.

Continue acompanhando nossos posts para saber mais sobre medicamentos para pessoas autistas. Entre em contato para solucionar suas dúvidas sobre o Jade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *